28 novembro 2015

ADvogada não, ADministradora! FINAL

       Antes de mais nada, quero agradecer de todo meu coração, os emails que recebi, acredite, eles chegaram na hora certa, cada palavra foi alimento para minha fé, vocês são benção na minha vida.              
        Um email me chamou atenção, a jovem falou que tinha muita vontade de me falar algumas coisas e tal, mas não tinha meu email em canto nenhum do blog (sem querer, quando apaguei todo layout, apaguei a página de contatos também e nem me atentei de colocar o email em outro lugar, enfim...), daí ela fez um propósito com Deus, que se era para ela me dizer aquelas coisas, o Senhor de alguma forma iria mostrar o meu email para ela rssssss como Deus é lindoooooo, aí ela entrou no blog, e olhou os comentários do post anterior, uma outra jovem perguntou se poderia me enviar um email e eu disse que sim e coloquei meu email lá! Deus cuida com detalhes, Ele conhece tudo.
       Agora vamos continuar o testemunho, então comecei a trabalhar com meu esposo, na época noivo, como uma funcionária normal, sem nenhum privilégio. Nessa época, passava o dia trabalhando e a noite saia direto para faculdade. Quando menos esperei minha tia entrou em uma crise financeira, falo abertamente sobre isso, pois ela é a pessoa mais desprendida de bens materiais que já conheci, não vive vida de aparência, a frase dela é "tem que mostrar a realidade", ela não se endividou para ostentar um padrão que não tinha, muito pelo contrário, foi justamente por ajudar tantas pessoas, inclusive eu. 
      Então aconteceu o que eu nunca esperava, ela disse que não teria mais como pagar a minha faculdade. Como assimmmm???? Logo ela que sempre pagou a melhor escola, melhor cursinho e blá blá blá justamente para eu ter educação de qualidade e conseguir um bom emprego, justamente no principal, no ensino superior, ela não pagaria???? Realmente ela só poderia está numa crise muito braba. 
      Direito era o curso mais caro da UNIRN, e eu tirava notas boas, porém não conseguia estudar o tanto que queria, o trabalho era o dia inteiro, só me restava o final de semana para estudar, no primeiro ano do curso era mais tranquilo, mas sabia que no ano seguinte o negócio iria arroxar, eu trabalhava na parte administrativa e o curso de administração era bem mais em conta, pronto! o problema está resolvido titia, assim pensei, vou para o curso de administração. Vamos juntar o útil ao agradável.
      Mas não era bem assim que a banda tocava, Deus já estava trabalhando na minha vida, começou pela minha obediência (com os relacionamentos), agora começara a tocar no meu orgulho.
      Titia sempre foi meu apoio, minha base, Ele permitiu ela passar por aquela situação para eu entender que dependia única e exclusivamente Dele e ponto. 
      Daí comecei a orar, chorar nos pés de Jesus, Ele que é Deus de providência, que chegasse na minha causa e tal. Ganhava um salário mínimo, não tinha condições de pagar toda a mensalidade e ficar sem nada, tinha outras despesas, transporte, plano de saúde...
       Um belo dia Jesus refrescou minha memória, trouxe a mente algo que dizia muito na minha juventude, quando estava longe dos caminhos Dele, era o seguinte : "Vou fazer direito, passar em um concurso! Não faço administração de jeito nenhum, administração é curso de quem não tem o que fazer,é curso barato, toda esquina tem..." . Pois é, já falei, Jesus é liiiiiindo, Ele sabe trabalhar!!! E agora eu estava aos pés de Jesus clamando por um curso o qual não tinha nem condições de pagar, qual curso mesmo??? o próprio, administração, aquele que eu vivia falando mal!!!!!
       Deus detesta a soberba. Detesta. 
       Não teve jeito, eu até mudei de curso, assisti algumas semanas de aula, mas titia disse que realmente não poderia pagar nem esse curso, o que fiz?? Fiz minha última oração, falei ao Senhor que se administração era o curso que Ele queria para mim, Ele daria um jeito para eu pagar no máximo a metade, era o máximo que podia. Fui para faculdade decidida de trancar e ficar estudando para Federal que era de graça, só tinha tentado direito na federal, quem sabe não passava em administração que era bem menos concorrido. Quando cheguei na faculdade, era necessário o Reitor Daladier da Cunha Lima (aqui é assim, mata cobra e mostra o pau rsssss) assinar os papeis para agilizar o processo de trancamento e não pagar a multa de quebra de contrato e tal. 
       Só que tem um detalhe, quem era Daladier? Minha tia, como vocês sabem é aposentada da universidade federal, e na época que ela era professora, ele era o reitor da universidade federal, mas eles eram amigos íntimos, ela trabalhou no CRUTAQUE, uma espécie de hospital intinerante, onde eles viajavam pelos interiores no estado, ia uma farmacêutica, no caso era titia, ia um médico, no caso era Daladier, uma enfermeira... Então eles eram bem próximos. 
     Quando entrei na reitoria, falei com ele normal, e perguntei "lembra de mim? Raquel, a sobrinha de Aurenice que ela cria..." gente, eu NÃO PEDI NADA. Aliás, pedi sim, para ele assinar meu trancamento. Ele perguntou o motivo e apenas expliquei que titia estava passando por um momento difícil financeiramente.  
      Ele disse que me daria 15% de desconto, agradeci, mas recusei. Ele disse que me daria 25%, agradeci, mas ainda assim não teria condições. Ele aumentou a oferta para 40%, agradeci demais mesmo, "mas realmente não posso" disse eu. Então ele disse, "é pegar ou largar, te dou 50% de desconto", eu peguei. Lembrei na mesma hora o que havia falado para Jesus, se fosse a vontade dele que fizesse aquele curso, Ele de alguma maneira iria abrir a porta e Ele abriu, e foi exatamente como orei, a metade,  ALELUIA!!! Jesus cuida de nós e supre todas nossas necessidades. 
     Olhei para Daladier e disse, "você acabou de ser usado por Deus, antes de vim até aqui, falei para Jesus que se fosse da vontade dele que continuasse o curso...". Ele com cara de espanto, falou "sério??? você fez essa oração?". O nome do Senhor já começara a ser glorificado daquele momento. 
     Terminei aquele curso com a consciência mais tranquila possível, sabendo que aquela era a vontade de Deus para minha vida, sem dúvida alguma, como é maravilhosooooo ter a certeza de está no centro da vontade de Deus, que Ele está no "negócio".
       Fiz a obra naquele lugar, como já contei aqui para vocês, sobre o GEU, fiz amizade que levarei para vida inteira, naquele curso Deus me deu muito mais que uma amiga, uma irmã. Nunca colei, nunca pedi para colocar meu nome na lista de presença sem está em aula, tudo para glória de Deus.
       E no final de tudo fiz como o cego que voltou para agradecer a Jesus pela cura, fui dar honra a quem tem honra, ao meu Reitor e ele disse "você é uma garota de FÉ." Recebi essa palavra com todo carinho. 

      Bom queridas, até que enfim termino esse testemunho, para falar verdade ele ainda não está completo, pois o Deus todo poderoso, o grande EU SOU, ainda está escrevendo, ainda está trabalhando, agora em outros aspectos. A minha fase de concurseira está mexendo em "coisas" que nem imaginava, quando esse capítulo estiver completo, farei questão de compartilhar com vocês. Vocês sabem que eu falo mesmooooo rssss

    O post já estava escrito, mas estava protelando para colocar algumas fotos para vocês, daí eu passei um tempão carregando as fotos, escrevendo legendas enormes, chorei e tudo relembrando algumas coisas e o que acontece?? Trava tudo por aqui, não salva nada e agora vai sem fotos mesmo, depois coloco algumas!


4 comentários:

  1. Olha achei que vc tinha acabado com blog rsrs, eu gosto muito daqui que bom que vc voltou a posta . Sua vida me edifica muito que Deus te abençoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amor!! Será que é a Samela que estou pensando?

      Excluir
  2. To tão feliz por vc!!! Em ler esse lindo testemunho e ver como Deus cuida de vc

    ResponderExcluir