27 novembro 2012

Viagem à Israel: Caravana Irmã Aninha Figueiredo [1]

É com muita alegria que escrevo esta série de posts. E vocês vão entender agora rssss Nós servas de Jesus, não temos ídolos, mas temos referências. Quando era criança a irmã Aninha passou pela minha congregação, o esposo dela foi pastor de lá. Enfim, eu era pequena, mas ela me chamava muito atenção, pregava e orava com ousadia e um fato marcante foi que certa vez numa campanha de oração uma senhora sentada na minha frente se manifestou, e a irmã veio e expulsou aquele demônio em nome de Jesus, com uma autoridade vinda dos céus. E aquilo me impactou bastante, deveria ter uns 9, 10 anos... e eu ficava pensando "aí Jesus quando eu crescer quero ser como essa mulher, com muito poder de Deus e bem elagante" rsssss Eu cresci, mas continuo desejando as coisas boas vinda do Senhor e também continuo admirando o ministério da irmã Aninha, que o Sr. continue abençoando e usando ela na terra, para honra e glória Dele! E tenho um grande sonho de conhecer Israel, juntou o útil ao agradável, né?! ahahaha  A irmã Aninha todos os anos faz caravanas à Israel, falarei com detalhes sobre a caravana nos posts seguintes!!

Para começar achei por bem falar um pouco da relação entre DEUS e ISRAEL::

De todas as nações da terra, Deus decidiu operar especifi­camente através de uma — a nação de Israel. Embora ame toda a humanidade, ele estabeleceu um relacionamento espe­cial com Israel.

Povo escolhido. Os judeus são o povo escolhido de Deus. Foram especialmente escolhidos para serem suas testemunhas para os descrentes. Foi a Israel que veio a Palavra de Deus. O apóstolo Paulo escreveu:

"Que vantagem, pois, tem o judeu? ou qual a utilidade da circuncisão? Muita, em todo sentido; primeiramente, porque lhe foram confiados os oráculos de Deus" (Rom. 3:1,2). 

"Digo a verdade em Cristo, não minto, dando testemunho comigo a minha consciência no Espírito Santo, que tenho grande tristeza e incessante dor no meu coração. Porque eu mesmo desejaria ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne; os quais são israelitas, de quem é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as pro­messas; de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém" (Rom. 9:1-5).


Israel teve o grande privilégio de receber a revelação de Deus para a raça humana. Foi aos israelitas que os profetas de Deus se manifestaram. Como povo escolhido de Deus, deveriam ser testemunhas do Deus vivo e verdadeiro na terra que ele lhes deu.

Pela escolha de Deus. A Bíblia, contudo, deixa claro que Deus escolheu Israel para ser seu instrumento porque era o que queria, e não porque fosse melhor do que qualquer outra nação. 

"Sabe, pois, que não é por causa da tua justiça que o Senhor teu Deus te dá esta boa terra para a possuíres, pois tu és povo de dura cerviz" (Deut. 9:6).

Deus concedeu muitas bênçãos especiais a Israel. Junta­mente com elas veio uma grande responsabilidade de manter o que Deus havia lhes confiado. Quando deixaram de dar seu testemunho piedoso ao mundo, ele os julgou. Jesus não deixou dúvidas de que grandes bênçãos acarretam grande responsa­bilidade. 

"...Daquele a quem muito é dado, muito se lhe requererá; e a quem muito é confiado, mais ainda se lhe pedirá" (Luc. 12:48).

A situação atual. Deus não está mais usando a nação de Israel como agente de testificação aos incrédulos. Ao invés de haver um testemunho de âmbito nacional na Palestina, de forma que todas as nações pudessem ver Deus operando através de um povo, ele agora está disseminando sua Palavra por intermédio dos seus crentes. Jesus disse que aqueles que nele crêem devem sair e pregar as boas-novas. 

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo" (Mat. 28:19).

Resumindo o que a Bíblia diz sobre o relacionamento de Deus com os judeus:

1. Deus escolheu Israel para ser seu representante exclusivo para o mundo. Neste sentido é o "povo escolhido".

2. O relacionamento de Deus com Israel baseou-se na escolha dele e não na fidelidade dessa nação.

3. Os israelitas deveriam ser testemunhas da verdade de Deus. Quando deixaram de sê-lo, Deus os julgou. Atualmente, em vez de operar através de uma determinada nação, ele está disseminando sua Palavra por meio do corpo de Cristo — os cristãos.
 
Texto retirado: http://desafioscristao.blogspot.com.br/2011/04/qual-e-relacao-de-deus-com-israel.html

4 comentários:

  1. Tbm sonho em conhecer Israel... Ainda iremos fazer essa viagem! Quero muito ir com um irmão que conheço, chamado Christian Chen. Participo das conferências de livros da Bíblia com ele, e é incrível o conhecimento que ele tem sobre a Palavra, a História... gosto muito!Ano passado a conferência foi sobre Cantares de Salomão, este ano foi sobre Zacarias, e ano que vem, continuaremos com Zacarias, pois fomos só até o capítulo 7 este ano (e olha que foi uma semana!!!).

    Raquel, sobre seu comentário no meu blog, na postagem sobre "como estender as calças" você já experimentou secar a camisa gola polo no cabide? Eu tenho feito isso...Da mesma maneira que faço com as camisas de botão... rss Fica muito bom! Bj!

    http://amenidadesdekelly.blogspot.com.br/2012/10/camisas-secando-no-cabide-amassa-menos.html

    ResponderExcluir
  2. Raquel, ha alguns dias leio seu blog, e vc tem sido o canall que Deus tem usado para falar comigo. Goje, especificamente nao abri minha biblia, mas fiquei incomodada e peguei o celular para ler um pouco. Vim direto para esta postagem e o versiculo de Lucas 12:48 foi a resposta para o meu dia. Agradeco ao Senhor pela sua vida, seus testemunhos e que Ele possa continuar a usar sua vida para inspirar a vida de outras mulheres, em nome de Jesus!!! Bjuss

    ResponderExcluir
  3. Minha querida como posso saber o fecebook da Irmã Aninha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela tem facebook!! Mas o telefone dela é : 84 9667-5850.

      Excluir